cine.png
Ministério do Turismo, Governo do Estado do ceará e Secult apresentam:

festival

ibero-americano de cinema

 
de 05/12 a 11/12/2020 
  • Facebook
  • Instagram
  • Flickr
  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram
  • Flickr
  • Youtube

O Festival

29º CINE CEARÁ – FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA

30 de agosto a 6 de setembro de 2019

Homenageados

Concorrentes

Longa-metragem
El viaje extraordinario de Celeste García/A viagem extraordinária de Celeste García,
Arturo Infante (Cuba)
Canción sin nombre/Canção sem nome, Melina León (Peru)
Greta, Armando Praça (Brasil)
Luciérnagas, Bani Khoshnoudi (México)
Notícias do fim do mundo, Rosemberg Cariry (Brasil)
Ressaca, Patrizia Landi e Vincent Rimbaux (Brasil)
Vozes da floresta, Betse de Paula (Brasil)

Curta-metragem
Além da jornada, Victor Furtado e Gabriel Silveira
As Constituintes de 88, Gregory Baltz
Ilhas de calor, Ulisses Arthur
Livro e meio, Giu Nishiyama e Pedro Nishi
Marco, Sara Benvenuto
Marie, Leo Tabosa
O grande amor de um lobo, Adrianderson Barbosa e Kennel Rógis
Pop ritual, Mozart Freire
Primeiro ato, Matheus Parizi
Rua Augusta, 1029, Mirrah Iañez
O tempo do olhar e o olhar no tempo, Samuel Brasileiro
Oração ao cadáver desconhecido, Sávio Fernandesa

Premiados

Longa-metragem
Júri
Paulo Mendonça (Brasil) / Patricia Martín (Argentina) / Marco Muhletarler (Peru) / Ricardo Acosta (Cuba) e Maria Paula Lorgia (Colômbia).

Melhor longa-metragem:
GRETA, Armando Praça
Melhor direção:
Armando Praça (GRETA)
Melhor roteiro:
Arturo Infante (A VIAGEM EXTRAORDINÁRIA DE CELESTE GARCÍA)
Melhor fotografia:
Inti Briones (CANÇÃO SEM NOME)
Melhor montagem:
Joanna Montero (A VIAGEM EXTRAORDINÁRIA DE CELESTE GARCÍA)
Melhor som:
Romain Huonnic (RESSACA)
Melhor trilha sonora original:
Pauchi Sasaki (CANÇÃO SEM NOME)
Melhor direção de arte:
Sérgio Silveira (NOTÍCIAS DO FIM DO MUNDO)
Melhor atriz:
María Isabel Díaz (A VIAGEM EXTRAORDINÁRIA DE CELESTE GARCÍA)
Melhor ator:
Marco Nanini (GRETA)

PRÊMIOS ESPECIAIS
Prêmio da Crítica (Júri Abraccine)
CANÇÃO SEM NOME, Melina León
Prêmio Olhar Universitário (Júri Olhar Universitário)
Troféu Mucuripe
Melhor Longa:
CANÇÃO SEM NOME, Melina León
Curta-metragem
Júri
Jair Silva (Brasil) / Simone Mesquita (Brasil) / Diego Cañizal (Espanha) / Danilo Carvalho (Brasil) / Suzana Costa (Brasil)

Melhor curta-metragem:
MARIE, Leo Tabosa
Melhor direção:
Giu Nishiyama e Pedro Nishi (LIVRO E MEIO)
Melhor roteiro:
Kennel Rogis e Adrianderson Barbosa (O GRANDE AMOR DE UM LOBO)
Melhor produção cearense:
POP RITUAL, Mozart Freire

Prêmio da Crítica (Juri Abraccine)
LIVRO E MEIO, Giu Nishiyama e Pedro Nishi

Prêmio Olhar Universitário (Júri Olhar Universitário)
Troféu Mucuripe
Melhor curta-metragem:
POP RITUAL, Mozart Freire

Prêmio Canal Brasil de Curta-Metragem
Troféu Canal Brasil
O GRANDE AMOR DE UM LOBO, Kennel Rogis e Adrianderson Barbosa
Troféu Samburá
(Vida & Arte - Fundação Demócrito Rocha)
Melhor curta-metragem:
ILHAS DE CALOR, Ulisses Arthur
Melhor diretor:
Mirrah Iañez (RUA AUGUSTA 1029)