cine.png
Ministério do Turismo, Governo do Estado do ceará e Secult apresentam:

festival

ibero-americano de cinema

 
de 05/12 a 11/12/2020 
  • Facebook
  • Instagram
  • Flickr
  • Youtube

O Festival

22º CINE CEARÁ FORTALEZA – FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA E VÍDEO

1º a 8 de junho de 2012

Concorrentes

Longa-metragem
Bertsolari, Asier Altuna (Espanha)
Em nome da filha / En nombre de la hija, Tania Hermida (Equador);
Febre do rato, Cláudio Assis (Brasil)
Prazo de validade / Fecha de Vencimiento, Kenya Márquez (México)
Rânia, Roberta Marques (Brasil)
Um amor/Un amor, Paula Hernández (Argentina)
Violeta foi para o céu/Violeta se fue a los cielos, Andrés Wood (Chile)

Curta-metragem
A galinha que burlou o sistema, Quico Meireles
Dia estrelado, Nara Normande
Disque quilombola, David Reeks
Dizem que os cães veem coisas, Guto Parente
Lambari, Márcio Soares
Os lados da rua, Diego Zon
Os mortos vivos, Anita Rocha da Silveira
Querença, Iziane Filgueiras Mascarenhas
Realejo, Marcus Vinícius Vasconcelos
Santas, Roberval Duarte
Século, Marcos Pimentel
Tres vezes por semana, Cris Reque

Premiados

Longa-metragem
Júri
Alberto Chicho Durant (Peru), Alexis Grivas (Grécia), Irma Dulmers (Holanda), Ana Maria Bahiana (Brasil), Nelson Weinstein Knaster (Uruguai)

Melhor direção:
Cláudio Assis (FEBRE DO RATO)
Melhor fotografia:
Gaizka Bourgeaud (BERTSOLARI)
Melhor roteiro:
Eliseo Altunaga, Rodrigo Bazaes, Guillermo Calderón e Andrés Wood,
(VIOLETA FOI PARA O CÉU)
Melhor som:
Nerio Barberis e Santiago Arroyo (PRAZO DE VALIDADE)
Melhor trilha sonora original:
Jorge Du Peixe (FEBRE DO RATO)
Melhor direção de arte:
Juan Carlos Azevedo (EM NOME DA FILHA)
Melhor ator:
Luis Ziembrowski (UM AMOR)
Melhor atriz:
Graziela Felix (RÂNIA)
Prêmio do Júri Oficial
PRAZO DE VALIDADE, Kenya Márquez
Prêmio edição
Andrea Chignoli (VIOLETA FOI PARA O CÉU)
Prêmio da Crítica Internacional
UM AMOR, Paula Hernández
Prêmio da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine)
PRAZO DE VALIDADE, Kenya Márquez
DIA ESTRELADO, Nara Normande
Troféu Oscarito (Prêmio da Câmara Municipal de Fortaleza)
Cláudio Assis (FEBRE DO RATO)
Prêmio da Crítica Internacional
UM AMOR, Paula Hernández

Mostra Competitiva Brasileira de Curta Metragem
Melhor curta:
OS LADOS DA RUA, Diego Zon
Melhor direção:
Roberval Duarte (SANTAS)
Melhor roteiro:
Luiza Favale, Marcus Vinicius Vasconcelos, Nádia Mangolini e Vanessa Reis (REALEJO)
Melhor produção cearense:
QUERENÇA, Iziane Filgueiras Mascarenhas